Comer de 3 em 3 horas emagrece?

Sempre que falamos de reeducação alimentar, vem em mente algumas das regras mais básicas, que é de comer de três em três horas. Mas será que comer desta forma é realmente importante e faz diferença?

Comer de três em três horas emagrece sim.

Apesar de ser uma prática um tanto questionada, surgem vários tipos de teorias sobre este tema, e a maior parte delas são desculpas como por exemplo não tenho tempo para me alimentar desta forma, comer mais é engordar mais, entre outros. É claro que se você comer um sanduíche com refrigerantes a cada três horas irá engordar muito mesmo.

Comer de 3 em 3 horas emagrece

Veja algumas benefícios que comer de três em três horas oferece para a sua saúde.

Comer de três em três horas acelera o metabolismo

Sempre que você comer algo, irá estar gastando calorias na hora que estiver digerindo os seus alimentos.

Os gastos são maiores imediatamente depois das refeições, sempre que o corpo começar o processos de digestão este gasto ocorre de maior forma.

Comer de três em três horas acaba obrigando o organismo a realizar um reinício da digestão de 5 a 6 vezes por dia, queimando muito mais calorias e automaticamente ajudando você a emagrecer.

Comer de três em três horas ajuda você a não chegar na próxima refeição com fome

Comer de três em três horas ajuda você a perder peso sem passar fome, assim você acaba comendo antes de ficar com vontade de comer novamente.

Sempre que nos satisfazemos com porções menores, acabamos economizando calorias e nos mantemos equilibrados nos níveis de insulina. Caso você consuma um prato gigantesco, acaba produzindo muita insulina. A insulina em excesso além de gerar problemas de obesidade e diabetes, dá ainda mais fome.

Ou seja, na prática você espera ficar com fome para comer, e então seu corpo está em estado de alerta e você acaba fazendo aquele famoso prato de pedreiro para comer.

Comer a cada três horas ajuda a manter a barriga sequinha.

Sempre que você estiver com fome, é a mesma coisa que estivesse com níveis de estresse altos no corpo, e produz uma quantidade gigantesca de cortisol.

Muitos estudos acabam mostrando que uma quantidade alta deste hormônio está ligada aos estoques de gordura localizada no seu abdômen.

 

Deixe um Comentário: