Curso Superior Engenharia Urbana – O que é?

Os ramos de engenharia acabam projetando, gerenciando e acima de tudo executando as obras como por exemplo as casas, os edifícios, barragens, canais e também portos.

Com isto o engenheiro civil poderá projetar, bem como gerenciar e acompanhar todas as suas etapas de construção ou mesmo de reforma. Toda a sua atuação neste mercado deverá incluir uma análise de características de solo, bem como um estudo de insolação e ventilação de locais determinados, além de uma definição de tipos de fundações. Levando em conta a base destes dados, os profissionais poderão ainda desenvolver projetos, especificando todas as redes de instalações.

Curso Superior Engenharia Urbana

O mercado de trabalho do Engenheiro Urbano

Todo o ótimo desempenho do setor imobiliário interfere de forma direta na procura por todos os engenheiros especializados em construções urbanas, bem como residenciais e corporativas. E a grande novidade é que o crédito imobiliário deverá ultrapassar os créditos pessoais e tende a aumentar atingindo um patamar de países mais desenvolvidos.

Todo o crescimento da economia e programas determinados do governo federal como por exemplo os programas de aceleração e de crescimento, e o Minha Casa Minha Vida, tudo isto poderá alimentar toda a demanda pelos profissionais. Além disto a região Sudeste continua sendo ainda o principal mercado para este profissional.

O salário inicial deste profissional deverá ser um equivalente de R$ 4.068 por seis horas diárias.

Um pouco sobre o curso

No curso os profissionais devem estudar disciplinas como matemática, desenho e lógica, tudo isto é o forte do currículo. E por isso procure se preparar para exercitar todas as suas habilidades nas áreas de cálculo e desenho.

São realizadas ainda diversas atividades e nos três anos finais de curso é possível cursar disciplinas que são mais ligadas as áreas de especializações que são escolhidas pelos candidatos.

A duração média do curso é equivalente a cinco anos.

Os profissionais podem atuar na área de construção urbana, bem como de estruturas e fundações, gerências de recursos prediais, hidráulicas e recursos de cunho hídrico, infraestrutura, saneamento básico, entre uma série de outras áreas diferenciadas que estão carentes destes profissionais no mercado.

 

Deixe um Comentário: