Dengue – Quais os primeiros sintomas

A dengue é uma doença muito séria em países tropicais como o Brasil. Afinal de contas, ela começa de uma forma muito parecida com uma simples e inocente gripe, mas com o passar do tempo vai se transformando em algo que realmente pode colocar a vida das pessoas em risco. Em determinadas situações a doença pode acabar se transformando em uma epidemia rapidamente.

Antes de entender quais são os primeiros sintomas da dengue, é importante conhecer um pouco melhor da história da doença. Trata-se de uma infecção causada por um tipo de arbovirus, já que existem quatro tipos diferentes de vírus que podem causar a doença conhecida como a dengue.

Dengue - primeiros sintomas

Este vírus é transmitido basicamente por um tipo de mosquito, o tão famoso Aedes aegypti. Esta espécie acabou vindo para a América do Sul através dos bacos negreiros vindos da África, ainda durante o período colonial. Naquela época a doença já era responsável por matar muitas pessoas, especialmente as pessoas que vinham nestes navios.

Para que este mosquito consiga se reproduzir ele precisa encontrar algumas condições climáticas. Além do calor, a umidade acaba sendo fundamental, já que o mosquito acaba colocando seus ovos na água parada. Por isso as epidemias costumam acontecer durante o verão, que é considerado como período mais chuvoso do ano, ou ainda lodo depois de grandes chuvas.

Por isso, é fundamental que as pessoas entendem e conheçam quais são os principais sintomas do surgimento da dengue, pois isso vai fazer com que elas consigam tratar a doença da forma correta, e não apenas como uma gripe, um erro bastante comum que pode levar a pessoa a morte.

A dengue clássica geralmente começa com uma febre alta, que acaba tendo um início súbito. Além disso essa febre acaba sendo acompanhada por uma forte dor de cabeça, especialmente na região atrás dos olhos. As pessoas também sentem náuseas e tonturas, além de muito cansaço e moleza no corpo. Dores nas articulações também são comuns.

A Dengue hemorrágica acaba apresentando praticamente os mesmos sintomas, mas em quadros mais fortes, como dores fortes abdominais e vômitos persistentes, bem como sangramentos pela boca.

Deixe um Comentário: