Técnico em Fotointeligência

O profissional técnico em Fotointeligência, tem como atribuições principais participar de uma série de missões determinadas e de reconhecimento aéreo. Este profissional acima de tudo acaba operando em voos, todos os sensores de reconhecimento. Além de atuar diretamente nos trabalhos de interpretação de texto e de imagens. Elaborando os possíveis relatórios de missões de reconhecimento aéreo.

Este profissional ainda executa toda a manutenção dos sensores de reconhecimento aéreo, bem como todos os equipamentos de processamentos de apoio. Com isto é possível se executar uma compilação cartográfica, bem como dados de forma marginal e legendas distintas. O profissional ainda deverá ajudar em toda a manipulação de filmes, de papéis, produtos químicos fotográficos e ainda cartográficos de formas distintas.

Técnico em Fotointeligência

Os temas principais durante o período de formação deste profissional

Os militares de ativa, deverão atuar de forma exclusiva em organizações que são militares da Aeronáutica e ainda de outras áreas consideradas afins.

Bem como também militares em reserva que devem atuar em empresas voltadas para o sensoriamento remoto de formas públicas e privadas.

Ao longo de todo o curso técnico nesta área, que tem uma carga horária de duração em média de 1200 horas, os alunos deverão aprender diversos tipos de temas, como por exemplo a cartografia, as noções de navegação aérea, bem como interpretação de imagens, fotografia terrestre e também fotografia aérea, conhecimentos de aviação, químicas, softwares de edição e ainda tratamentos de imagens em óptica.

Quando formado, este profissional deverá acima de tudo atuar em organizações de cunho militar da aeronáutica, bem como empresas distintas de sensoriamento remotos, tanto públicas como também privadas, além de vários lugares que precisem deste tipo de função determinada.

Como infraestrutura do curso, é recomendado que a instituição ofereça para os profissionais habilitados uma biblioteca diferenciada com acervos específicos e que sejam acima de tudo atualizados, além de laboratórios voltados para a fotointeligência, além de laboratórios de fotogrametria, laboratórios de informática com programas totalmente atualizados e laboratórios distintos de geoprocessamento.

O Pronatec em parceria com o Senai e diversas instituições específicas acabam investindo neste tipo de curso, e por isso poderá fazer toda a diferença ter este nome no currículo.

 

Deixe um Comentário: