Zumba: a dança que ajuda a emagrecer

Se você não aguenta mais os exercícios repetidos e aparelhos que mais parecem máquinas de tortura de academias e quer investir em uma atividade mais divertida, a Zumba pode ser uma boa solução. Este é um exercício que mistura movimentos aeróbicos conhecidos por quem faz atividades físicas junto com ritmos e coreografias latinas, como por exemplo a salsa e o merengue.

Os treinos são feitos de forma intervalada e de total resistência para maximizar uma queima de calorias, e ainda beneficiar o condicionamento cardiovascular para promover uma tonificação do corpo por completo.

A zumba ainda é um prato cheio para quem quer emagrecer, cada aula tem uma duração de uma hora e pode queimar até 1 mil calorias. Conheça a seguir um pouco mais sobre a prática de exercícios.

zumba

A Zumba não precisa de equipamentos

Conforme especialistas no assunto, a aula de Zumba não precisa de equipamento para ser feita, o início da aula acontece com um aquecimento e depois é intercalado exercícios aeróbicos para um maior condicionamento muscular e cardiovascular. Os movimentos de dança trabalham os músculos de forma mais localizada. Mesmo que não tenham aparelhos, a atividade é bastante intensa e é capaz de queimar várias calorias.

As coreografias são simples

Muitas pessoas podem desistir de ingressar em aulas de danças por ser iniciantes ou por julgar ter um condicionamento físico não adequado. A desculpa porém não cola no caso da Zumba, o exercício poderá ser feito por iniciantes ou experientes na área.

A ideia é criar um sistema de ginástica que seja dinâmico, excitante, divertido e que possa dar bons resultados, e não uma aula de dança comum. Qualquer pessoa poderá praticar exercícios em qualquer nível de condicionamento, e com a Zumba não é diferente, é possível se elevar o nível de atividades conforme for praticando os exercícios.

Os resultados aparecem de forma rápida

Em pouco mais de três meses é possível perceber uma boa diferença, a queima de calorias de uma aula pode chegar a 1000 e os resultados dependem é claro do nível de intensidade onde os alunos fazem as aulas e o preparo físico de cada um.

Deixe um Comentário: